domingo, 27 de julho de 2008

Rancho dá provas de grande vitalidade...


O festival internacional de folclore de Benfica do Ribatejo, que acabou por se estender às quatro freguesias do concelho de Almeirim, foi a grande prova do dinamismo e da actual capacidade de mobilização do Rancho Folclórico de Benfica do Ribatejo (RFBR). Durante quatro dias, de 24 a 27 de Abril, passaram por Almeirim cerca de 300 elementos de grupos etnográficos vindos da Inglaterra, Grécia, Itália, Turquia, Senegal, Índia, Jordânia e Finlândia, a que se juntaram todos os agrupamentos folclóricos de Almeirim, numa organização que, em termos logísticos, reuniu perto de 150 colaboradores. A Assembleia Municipal distinguiu o trabalho e a dedicação dos envolvidos com um louvor atribuído por unanimidade e aclamação.

“Além de ser o maior evento que já realizámos, o festival foi um grande sucesso que valorizou bastante o folclore no concelho e projectou a imagem de Almeirim de uma forma bastante positiva”, declara, em jeito de balanço, Ricardo Casebre, actual responsável do RFBR. “Houve muitas coisas que nos surpreenderam pela positiva, como o facto de muitos miúdos que nem gostavam ou sequer conheciam o folclore, hoje estarem a pedir para dançar no rancho de Benfica e quererem fazer parte dele”, exemplifica. Ricardo Casebre não esconde o desejo de repetir a experiência, “talvez em 2010, porque este tipo de festival tem uma estrutura tão pesada que torna quase impossível realizá-lo anualmente”.
Fundado em 1979, o RFBR dá continuidade ao antigo Rancho Folclórico dos Pescadores de Benfica do Ribatejo, fundado em 1955 pela mão de Celestino Graça. Tal como o seu antecessor, o actual rancho tem como missão apresentar e valorizar historicamente o trajar, costumes, usos, cantos, danças e formas de socialização da década compreendida entre os anos de 1925 e 1935. “Tentámos recuperar e preservar as músicas e os trajes dos pescadores da época, e adicionámos os trajes e as danças típicas da lezíria ribatejana e da charneca”, explica o presidente do rancho, que conta, neste momento, com cerca de 40 elementos. “E temos também o rancho folclórico infantil de Benfica do Ribatejo, que é uma escola de formação para o rancho adulto”, acrescenta Ricardo Casebre.

Envolver o rancho em actividades que o aproximem da comunidade tem sido um dos principais objectivos de Ricardo Casebre, que salienta que “este grupo está bastante dinâmico e tem muita vontade de fazer as coisas acontecer”. O RFBR, que até tem por objectivo preservar a cultura piscatória ancestral ligada à faina no rio Tejo, está a participar activamente no projecto de candidatura da cultura avieira a património nacional. “Estamos envolvidos na recuperação de alguns caminhos vicinais e agrícolas, e gostávamos de recuperar a antiga aldeia avieira que existiu junto a Benfica”, explica Ricardo Casebre.

In Rota das Freguesias : http://www.oribatejo.pt/?lop=conteudo&op=d2ddea18f00665ce8623e36bd4e3c7c5&id=da442cb1a3877a9688991ca4880bf573&drops[drop_edicao]=152&drops[drop_edicao]=152

2 comentários:

car loan rates disse...

You have a very impressive blog.


car loan rates

Liana disse...

Parabéns pelo trabalho.

Beijo